Prefeitura lança projeto ‘Mapa de Manaus’ que vai modernizar serviços públicos na capital

Buscando o crescimento ordenado do município, o prefeito Arthur Virgílio Neto lançou nesta quarta-feira, 7/8, o projeto Mapa de Manaus, que vai identificar toda a cidade por meio de um levantamento minucioso de imagens e informações. Com essa integração de dados, as ações e os serviços prestados pela Prefeitura de Manaus passam a contar com maior eficiência no desenvolvimento de projetos e, consequentemente, resultando em melhores resultados à população.
“É um grande projeto, que beneficiará a cidade de Manaus muito além do meu governo. É preciso pensar no futuro, por isso começamos a governar Manaus sob os olhos de uma cidade inteligente, uma cidade que seja capaz de prever áreas de riscos, por exemplo, por trabalho de campo com tecnologia pura. Estamos inserindo Manaus no futuro do planejamento de previsibilidade”, ressaltou o prefeito Arthur Virgílio Neto, que estava acompanhado da presidente do Fundo Manaus Solidária, a primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro.
O Mapa de Manaus será realizado pela Secretaria Municipal de Finanças e Tecnologia da Informação (Semef) em três etapas: levantamento aerofotogramétrico, mapeamento móvel e atualização cadastral em campo. A primeira fase consiste no registro de imagens em alta resolução, de uma área total de 520 quilômetros quadrados, a partir de um avião devidamente equipado com uma câmera especial. Isso permitirá medições e cálculos eficientes que contribuirão para a elaboração de projetos de engenharia, urbanismo e meio ambiente.
Em seguida, um veículo percorrerá todas as ruas da cidade realizando um levantamento fotográfico de alta qualidade, que ajudará a Prefeitura de Manaus na localização eficaz de imóveis e equipamentos urbanos. A tecnologia do mapeamento móvel terrestre vai gerar um mapa com imagens em 360º.
Por fim, cadastradores identificados com colete, boné e crachá com seus dados visíveis, passarão de casa em casa, para fazer a atualização cadastral dos proprietários e seus imóveis em cada localidade. Os dados coletados serão disponibilizados por meio de um sistema único para a sociedade e gestores municipais.
“O projeto Mapa de Manaus faz parte do programa Cidade Inteligente, lançado pelo prefeito Arthur Neto. É um projeto de 18 meses que vamos buscar entregar para Manaus até outubro do ano que vem e que vai beneficiar toda a cidade, todas as áreas de planejamento da prefeitura, áreas finalísticas de educação, saúde e obras. Serão informações georreferenciadas que nós vamos disponibilizar e também devemos fazer termos de parcerias para trocar informações com universidades, institutos de pesquisas, tanto do governo federal, quanto estadual”, informou o secretário da Semef, Lourival Praia.
Um trabalho que terá um grande reforço com o Mapa de Manaus é o de planejamento urbano, uma vez que toda a cidade terá uma marcação mais precisa para a realização de projetos nessa área.
“Essa é uma grande oportunidade para que o cidadão tenha a sua base cadastral atualizada e, principalmente, para que o cruzamento de informações básicas com as secretarias que prestam atendimento ao público seja consolidado. Com a precisão desse projeto teremos como planejar melhor o Manaus 2030 e montar um esquema de atuação com as nossas secretarias que estarão munidas de dados”, explicou o diretor-presidente do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), Cláudio Guenka.
As informações serão essenciais para celeridade e melhor serviço oferecido aos cidadãos, além de estimular o progresso da cidade nos aspectos estruturais, de saúde, transporte, entre outros.
Para a secretária municipal de Educação, Kátia Schweickardt, essa nova maneira de planejar a cidade vai ter impacto direto na política de educação básica desenvolvida pelo município. “O Mapa de Manaus ajudará na continuação da escalada de qualidade na educação, na nossa atuação em relação à implantação de novas infraestruturas e a aperfeiçoar uma das principais dimensões do nosso trabalho que é a aprendizagem, como temos avançando nos últimos anos”, disse.
“O projeto é um marco para Manaus. Esse trabalho vai favorecer a qualidade da prestação do serviço que a Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus regula e fiscaliza. Não só no tocante saneamento básico, abastecimento de água, esgotamento sanitário, mas também na iluminação pública, transporte, enfim”, garantiu o diretor-presidente da Ageman, Fábio Alho.
Já nas áreas de risco, o Mapa de Manaus será primordial para que as equipes da Defesa Civil se planejem e verifiquem as mudanças que já foram feitas nesses locais vulneráveis pelas erosões e declividades no perímetro urbano da cidade. “Nós trabalhamos com o monitoramento e levantamento de áreas com periculosidades. Sendo assim, uma imagem nova dos bairros possibilita um planejamento mais efetivo, principalmente no período de chuva, nos viabilizando uma ação de resposta mais imediata nessas áreas”, ressaltou o secretário-executivo de Proteção e Defesa Civil, Cláudio Belém.
Mais informações ou dúvidas, os interessados podem entrar em contato pela Central do Manaus Atende no número 156, pelo Whatsapp (92) 9408-0156 ou no site www.mapademanaus.com.

.
.

Texto – Bruna Grecco / Semcom e João Pedro Figueiredo / Semcom
Fotos – Alex Pazuello / Semcom