PIB recua 0,02% em maio, diz IBC-BR

 

A economia brasileira recuou em maio, após registrar alta em abril. No mês, o recuo foi de 0,02%, segundo o IBC-BR (Índice de Atividade Econômica), indicador criado pelo BC para antecipar a tendência do PIB (Produto Interno Bruto), divulgado nesta quinta-feirta (12).

O indicador cresceu 0,22% em abril e registrou recuo no mês de março (-0,61%), alta de 0,56% em fevereiro e resultado de -0,38% em janeiro.

No ano, a economia registra crescimento de 0,85% quando comparada com o mesmo período de 2011.

O governo já dá sinais de que vai reduzir a estimativa de crescimento neste ano por conta da tímida atividade industrial e da necessidade de reaquecimento econômico apoiado no aumento do crédito e na demanda interna. O resultado oficial do PIB no primeiro trimestre, divulgado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), apontou um crescimento de 0,2%, na comparação com o quatro trimestre de 2011.

Os ministérios da Fazenda e Planejamento devem reduzir nos próximos dias a previsão de crescimento, que ainda mantém em 4,5%, enquanto o próprio BC trabalha com 2,5%. Bancos e mercado financeiro já estimam um PIB em torno de 2%.

De acordo com o IBC-BR, o indicador passou de 140,64 pontos em abril para 140,61 em maio.

O IBC-Br incorpora estimativas para a produção nos três setores básicos da economia -serviços, indústria e agropecuária. Ele foi criado pelo BC para antecipar dados sobre o desempenho da economia. O indicador mostra a tendência do PIB, índice oficial divulgado pelo IBGE.

 

Fonte: Folhapress