Receita tributária do município aponta salto de 22% em setembro

Em setembro o imposto de serviços rendeu sozinho R$ 37,8 milhões de receita

 

A receita tributária do município seguiu tendência de crescimento mensal em setembro e demonstrou uma evolução de 22% no comparativo anual. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Finanças e Controle Interno (Semef), a arrecadação de tributos e taxas do nono mês do ano somou cifras de R$ 52,1 milhões. No mesmo período de 2010, a arrecadação foi de R$ 42,7 milhões.

Já no acumulado de janeiro a setembro as receitas próprias do município tiveram salto de 12% comparado com o ano passado. Significa que a arrecadação da Prefeitura – por meios próprios – já soma R$ 432,7 milhões, que supera em mais de R$ 46,5 milhões o valor acumulado ano passado.

O Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) continua sendo o carro chefe da arrecadação municipal. Em setembro o imposto rendeu sozinho R$ 37,8 milhões, R$ 5,1 milhões a mais que o mesmo mês de 2010. No acumulado o montante já está atingindo a casa dos R$ 300 milhões, isso é praticamente 68% do bolo da receita tributária atual.

De acordo com o secretário Municipal de Finanças (Semef), Alfredo Paes, os números referentes ao ISSQN mantiveram média positiva ao longo do ano passado e demonstram a mesma força nos últimos nove meses. Segundo ele, novas formas de trabalho têm contribuído para números cada vez mais positivos.

“Tudo é um resultado dos ajustes da máquina arrecadadora, além da implantação de novos sistemas de controle tributário”, disse Paes ao se referir à implantação do iCad, GissOnLine, Divida Ativa, os três novos sistemas de gerenciamento financeiro da Prefeitura.

 

Global

Em se tratando de receita global, a arrecadação do município em setembro foi de R$ 202,2 milhões, um crescimento acima de 5% frente aos R$ 192,2 milhões verificados no mesmo mês do ano anterior. Já o acumulado soma no período R$ 1,8 bilhão, quase 9% a mais que o verificado em nove meses de 2010. Do montante global, o maior repasse foi oriundo do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), R$ 660,3 milhões.

.

Assessoria de Comunicação – SEMEF
Anderson Farias
(92) 8842-1210 / 3625-6855