Receita tributária do município avançou 25% em janeiro

Tapajós aposta em novos processos gerenciais e de informática para alavancar a receita em 2014

 

A receita tributária da Prefeitura de Manaus iniciou o ano com números bastante positivos. Em janeiro, os impostos e taxas municipais arrecadaram um total de R$ 70,2 milhões, 25,1% a mais que o registrado no primeiro mês do ano passado. Em cifras, janeiro arrecadou R$ 14 milhões a mais que o mesmo mês do ano anterior.
Boa parte do incremento veio do Imposto Sobre Serviço (ISS) que, sozinho, somou R$ 48,5 milhões no mês passado e avançou 28,8%. Em 2013, o mesmo imposto fechou janeiro com uma arrecadação de R$ 37,56 milhões.
Os números vindos do resgate da Dívida Ativa do município também foram animadores. Nos primeiros 30 dias do ano, a Prefeitura recuperou mais de R$ 5,8 milhões, 38% a mais que no ano passado. O Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) também seguiu a tendência de crescimento e somou R$ 3,7 milhões, 14,7% maior.
Números como os do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Alvará, ainda são tímidos: R$ 1,4 milhão e R$ 52,4 mil, respectivamente. O secretário Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Ulisses Tapajós, explicou que o baixo desempenho é natural neste primeiro mês do ano.  “A cota única e a primeira parcela do Alvará só vencem no dia 28 de fevereiro. Da mesma forma o IPTU, que está com o vencimento programado para o dia 14 de março”.
Quanto às expectativas para a arrecadação dos impostos municipais em 2014, Tapajós já prevê resultados mais animadores. “Estamos com uma equipe empenhada em novos processos gerenciais e de informática, focada na técnica de benchmarking com outras prefeituras. Essa melhoria de eficiência será traduzida em números bem superiores a 2013”, enfatizou.

Receita global
No que diz respeito a números da receita global, que incluem as verbas federais e estaduais, o montante verificado em janeiro foi de R$ 274,1 milhões, 36% a mais que 2013. Em cifras, o incremento foi acima de R$ 73 milhões. Entre os repasses, o maior deles veio do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), R$ 98, 5 milhões somente em janeiro.

.

ASSESSORIA DE IMPRENSA SEMEF
ANDERSON FARIAS (92) 8842-1210