Receita tributária municipal já somou R$ 650 milhões

Tapajós destacou o esforço da equipe Semef para sustentar o programa de investimentos da Prefeitura

 

Em nove meses, a receita tributária municipal já evoluiu 17% na comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), de janeiro a setembro, a arrecadação acumulada de tributos e taxas municipais somou cifras de R$ 650 milhões. No mesmo período de 2012 foram arrecadados R$ 553,5 milhões.
O Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS) continua sendo o carro chefe da arrecadação municipal. Somente em imposto de serviço, os cofres municipais já acumularam R$ 360,1 milhões, aproximadamente R$ 30 milhões a mais que o acumulado do ano passado. Com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), a Prefeitura de Manaus recebeu receitas da ordem de R$ 88 milhões, quase 40% a mais que o exercício anterior.
Quanto ao Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI), os resultados também estão dentro das perspectivas. O imposto que reflete o mercado imobiliário local já arrecadou 31% mais que o ano passado e somou R$ 42,2 milhões até setembro. Já o Alvará obteve um salto de 13% e arrecadou 20,4 milhões.
Para o secretário da Semef, Ulisses Tapajós, os números referentes à arrecadação municipal têm mantido demonstrações positivas ao longo deste ano e deverão fechar o calendário com resultados satisfatórios.
“Somente em setembro obtivemos receitas próximas de R$ 70 milhões, tudo resultado do esforço próprio da nossa máquina arrecadadora. A nossa equipe motivada trabalha arduamente para alavancarmos ainda mais nossos números. Manaus não pode parar de crescer”, enfatizou.
Tapajós também destacou o programa de investimento em implantações e infraestrutura da Prefeitura de Manaus. “O prefeito Arthur Neto vem cumprindo um fortíssimo e audacioso plano de investimento e precisamos suportar financeiramente essas obras”, concluiu.

Global
Em se tratando de receitas globais, o que incluem todas as transferências constitucionais oriundas do Estado e da União, o município já somou receitas de R$ 2,2 bilhões em nove meses, 15% maior na comparação anual. O maior repasse veio do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (R$ 836 milhões). Em Fundo de Participação dos Municípios, Manaus recebeu transferências da ordem de R$ 225,1 milhões, entre outros.

.

ASSESSORIA DE IMPRENSA SEMEF
ANDERSON FARIAS (92) 8842-1210