Receitas próprias da Prefeitura avançaram 12% em agosto

O setor de serviços foi responsável pelo maior bolo da arrecadação mensal, R$ 42,4 milhões

 

Os números da arrecadação da Prefeitura de Manaus do mês de agosto apontaram um incremento de 12% nas suas receitas próprias. Foram mais de R$ 68,7 milhões de receita gerada com impostos e taxas municipais, R$ 7,5 milhões a mais que o mesmo mês do ano passado.
De acordo o levantamento da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS) manteve o maior bolo da arrecadação mensal e acumulou R$ 42,4 milhões, 11% a mais que 2012.
Já o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), outra fonte de força da arrecadação do município, obteve maior vantagem em relação ao ano anterior (15,2%) e arrecadou quase R$ 6 milhões em agosto.
O Imposto Sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) também marcou números satisfatórios, o que demonstra a contínua progressão do mercado imobiliário na capital. Foram arrecadados mais de R$ 4,6 milhões neste oitavo mês do ano, 10% a mais que 2012.
No total acumulado, a receita tributária da Prefeitura de Manaus despontam melhores números. De janeiro a agosto, a receita municipal já bateu em quase 20% os números do período anterior e somou R$ 580 milhões na arrecadação própria.
O Secretário da Semef, Ulisses Tapajós, disse que “os números da arrecadação continuam satisfatórios e esboçam o esforço de toda a equipe fazendária do município rumo a um dos principais objetivos deste novo plano de gestão, que é recuperar a saúde financeira da cidade de Manaus”.
“O Prefeito e toda sua equipe não estão medindo esforços e já podemos ver os resultados nas ruas, nossa cidade aos poucos vai mudando de cara. Até o final do ano a Prefeitura ainda tem muito trabalho para concluir, por isso, vamos continuar o esforço para sustentar os aportes financeiros a obras em prol da população”, concluiu Tapajós.

Receita global
Enquanto isso, a receita global do município já se aproxima da casa dos R$ 2 bilhões, onde se incluem todos os repasses estaduais e federais. O montante acumulado nos oito meses deste ano já é 15% maior que a receita global do mesmo período de 2013.
Até agora, o maior repasse veio do governo estadual, que já transferiu R$ 726,7 milhões aos cofres municipais. Das contas da União, a maior contrapartida foi do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que já assegurou R$ 204 milhões às obras e projetos da Prefeitura de Manaus.

.

ASSESSORIA DE IMPRENSA SEMEF
ANDERSON FARIAS (92) 8842-1210