Recursos sinalizados de R$ 1,1 bi até 2015

Tapajós quer acompanhar de perto a liberação dos recursos vindos de Brasília

 

Manaus deverá receber R$ 1,1 bilhão em recursos federais e de entidades internacionais até o final de 2015. Segundo o secretário municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno (Semef), Ulisses Tapajós – que esteve em Brasília e no Rio de Janeiro cumprindo agenda em vários órgãos federais e internacionais – boa parte do montante já está pré-aprovada e deverá chegar aos cofres do município ainda este ano.
“Obtivemos muito êxito durante nossas visitas. Visitamos diversos órgãos e apresentamos projetos que precisam ser implementados em Manaus. O retorno foi ótimo e já temos muitas sinalizações”, disse Tapajós ao afirmar que, a partir de agora, pretende tornar suas visitas ao Planalto uma rotina mensal.
Até o mês de março, o Ministério das Cidades deverá liberar recursos de R$ 150 milhões. O secretário da Semef explicou que o montante será aplicado em obras de mobilidade urbana como, rotatórias, passagens de nível, pavimentação, calçadas, entre outras.
“Este recurso já havia sido pleiteado ano passado e seria aplicado em recapeamento das principais vias de Manaus. Como o prefeito decidiu se adiantar e usar recursos próprios para a recuperação das vias, com essa sinalização positiva do governo Federal, utilizaremos os repasses em outras obras voltadas para a realização da Copa do Mundo”, explicou Tapajós.
Assim como previsto, o titular da pasta de finanças municipal também reuniu com economistas da área de aprovação de projetos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), onde avançou nos assuntos de uma carta consulta protocolada em dezembro do ano passado.
A expectativa é que um recurso de R$ 70 milhões seja aprovado pela diretoria do órgão até março deste ano. O investimento será na modernização das finanças municipal, com vista no aumento de receita e satisfação do contribuinte. “Nosso objetivo é fazer da Semef uma das cinco secretarias mais eficientes dentre as capitais brasileiras”, lembrou.
Durante a viagem, Tapajós também reuniu com executivos do Banco do Brasil para tratar sobre a aquisição dos royalties de petróleo da Prefeitura de Manaus. “O assunto está bastante avançado e deveremos ter uma proposta até o final deste mês”, disse o secretário ao afirmar que a negociação deverá render R$ 40 milhões que serão repassados para a previdência municipal.

Recursos internacionais
Pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foram sinalizados para este ano US$ 226 milhões. Segundo o secretário da Semef, US$ 100 milhões serão destinados à construção de pelo menos 200 novas escolas padrões na capital amazonense ao longo dos próximos três anos. Outros US$ 26 milhões deverão ser destinados para a conclusão do Prourbis 1, que inclui três bairros modelos da Zona Leste de Manaus: Jorge Teixeira 3, João Paulo e Arthur Virgílio.
Para 2015, o BID pré-aprovou recursos da ordem de US$ 100 milhões para as obras do projeto ‘Nova Manaós’, que deve revitalizar toda a cidade com serviços de infraestrutura.
Da Corporação Andina de Fomento (CAF), são esperados US$ 50 milhões, que também serão investidos em projetos de mobilidade urbana, fora do eixo da Copa, como por exemplo: rotatória da Feira do Produtor, passagem de nível do Manoa, calçadas da orla do bairro Santo Antônio, entre outros.
Para 2015, está prevista a liberação de pelo menos US$ 100 milhões para implementação do Prourbis 2, o que inclui a construção de mais três bairros modelos: Bairro Novo, Monte Sião e Valparaíso.
“Estamos otimistas e esperando todos os aportes do governo Federal e dos órgãos internacionais. O prefeito Arthur Neto tem projetos audaciosos e com o apoio de Brasília somado ao próprio esforço do município poderemos avançar muito nos próximos três anos”, concluiu Ulisses Tapajós.

.

ASSESSORIA DE IMPRENSA SEMEF
ANDERSON FARIAS (92) 8842-1210